sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Resenha literária: Perdão Leonard Peacock


Olá, tudo bem com vocês?

Essa é a minha segunda resenha literária no blog, Ueba! Não que eu tenha lido apenas dois livros esse ano, mas realmente esqueço de faze-las e acabo por desistir. Devemos aproveitar aquela empolgação de leitura concluída para nos expressar, depois, meio que perde a essência de se escrever sobre.
Bem, a resenha de hoje é sobre o livro: Perdão, Leonard Peacock.

O livro é do mesmo autor de "O lado bom da vida" Matthew Quick. Eu li O lado bom da vida logo após me apaixonar pelo filme e digo: O livro é bem melhor! (Sempre é né?).

Perdão, Leonard Peacock conta a história de um jovem solitário, com pais ausentes e que sofre bullying na escola.  Ele está tramando um "homicídio/suicídio", pretende matar o ex melhor amigo e a si próprio com a sua pistola nazista herdada do avô veterano de guerra. Antes de cometer tal ato, Leonard tem 4 embrulhos cor de rosa para presentear as pessoas que fizeram a sua vida um pouco melhor, uma forma de despedida. Em cada presente entregue, uma parte da sua vida é exposta e pessoas muito especiais aparecem.
O livro tem vários pontos de reflexão, bullying, estupro, religião, holocausto, homossexualismo, preconceito, pais ausentes e o reflexo que isso pode ter na vida de seus filhos e etc. O livro também esconde vários mistérios ao logo do percurso, o que faz você devora-lo rapidamente só para poder desvenda-los. Um deles é o por quê do professor de Holocausto de Leonard nunca arregaçar as mangas de sua camisa? Mesmo em dias quentes, ou no dia de se vestir informal, de camiseta polo, o professor está de camisa abaixada e isso se torna um mistério tanto para Leonard, quanto para o leitor. E o ponto crucial é: Será que Leonard foi até o fim? Será que ele cometeu tal crime contra o ex amigo e contra si mesmo? Como será que tudo isso ocorreu? Por quê ele tem tanto ódio daquele que foi seu melhor amigo no passado? Leia e descubra, a leitura vale muito a pena.

Li em algum lugar que o livro será transformado em filme em breve, assim como o Lado bom da vida. Espero que seja mesmo, dará um ótimo filme, sem dúvida.

Sinopse
Hoje é o aniversário de Leonard Peacock. Também é o dia em que ele saiu de casa com uma arma na mochila. Porque é hoje que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar com a P-38 que foi do avô, a pistola do Reich. Mas antes ele quer encontrar e se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto. Encontro após encontro, conversando com cada uma dessas pessoas, o jovem ao poucos revela seus segredos, mas o relógio não para: até o fim do dia Leonard estará morto.

"Na maioria das vezes, a verdade não importa, e quando as pessoas fazem uma ideia terrível de você, é assim que você será visto, não importa o que faça." 

Perdão Leonard Peacock
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Anônimo disse...

o sufixo "ismo" se refere à doenças. o certo é "homossexualidade".