quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Filmes - A origem dos zumbis

A cada dia que passa o termo "Zumbi"  se fortalece mais e mais. A palavra zumbi não sai mais da boca das grandes massas, zumbi virou evento (como o flash mobe Zombie Walk entre outros), virou tema de livro, quadrinho, coleção de chinelo, roupas, acessórios, decoração... E como não falar da febre da série televisiva "The walking dead" que sou tão viciada? 
Ainda tem alguma dúvida do poder de um zumbi? Eles chegam devagarinho, com seu jeito torto, olhar psicótico e ganham o nosso coração, e ainda bem que não é da forma literária da palavra!
Como esse blog é sobre retrô, quero contar onde tudo começou, um pequeno resumo da trajetória desses seres arrepiantes e sedentos por carne humana e cérebro.


O 1º filme a tratar do tema "zumbi" foi o clássico White Zombie (Sim, igual a banda) de 1932. Dirigido por Victor Halperin, ele era estrelado pelo mestre do terror Bela Lugosi, que fazia o papel do maléfico Legendre, que, no Haiti, transformava pessoas saudáveis em trabalhadores zumbis com a ajuda de uma poção misteriosa. A atuação assustadora de Lugosi convenceu e os mortos-vivos horrendos voltaram a aterrorizar o público na seqüência Revolt of the Zombies ("Revolta dos Zumbis"), de 1936. 



Nas décadas seguintes, as poções mágicas, que tinham o poder de transformar pessoas em zumbis, continuaram fazendo sucesso no cinema até que, em 1968, o diretor americano George Romero criou um novo conceito para os mortos-vivos. Ele deixou de lado o Haiti como cenário e as poções mágicas para apresentar ao público o cadáver putrefato, que se arrasta de maneira desengonçada, emite grunhidos e se alimenta de cérebros humanos. Esses "zumbis modernos" são as estrelas de "Noite dos Mortos-Vivos", o pai dos filmes de zumbis da atualidade. O curioso é que em nenhum momento no longa de Romero os personagens chamam os mortos que voltam à vida, de zumbis. Esse detalhe só reforça a idéia apavorante de que eles não têm idéia do que está acontecendo. Produzido com um orçamento de pouco mais de 100 mil dólares, Noite dos Mortos-Vivos teve duas seqüências e uma delas, Zombie, Despertar dos Mortos (1978), e atualmente foi refilmada com o nome de Madrugada dos Mortos (2004).


Sequência de filmes zumbis de George Romero:


 Noite dos mortos vivos

Dawn of the Dead (1978)
Day of the Dead (1985)
 George Romero and Asia Argento no set de Land of the Dead (2005)

Cartaz de  Diary of the Dead (2008)

Cada um desses filmes traçam a evolução da epidemia dos mortos-vivos nos Estados Unidos e as tentativas desesperadas da humanidade para lidar com isso. Como em Night of the Living Dead, Romero apimentou os outros filmes na série com críticas específicas aos períodos nos quais eles foram lançados.

Madrugada dos mortos, dirigido por Zack Snyder, lançado no ano de 2004  é um remake da versão homônima de 1978 dirigida por George A. Romero. Assim como o original, retrata um grupo de sobreviventes humanos vivendo em um shopping center cercado por hordas de mortos-vivos, embora o enredo difira significativamente.

Depois desses citados vem todos aquelas outras (e muitas) franquias "zumbilescas" que conhecemos, como Extermínio, e até comédias macabras como Zumbilândia e etc.

Espero que tenham gostado do breve resumo, comentem.


*Fonte: Mundo estranho.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário: